Notícias Paraíba Política

Cássio: se oposição ficar dividida, “não será o fim do mundo”

vai-e-faz_720x90

Fonte: Da Redação*

O senador Cássio Cunha Lima disse que a decisão do prefeito Romero Rodrigues em ser candidato, ou não, ao governo do Estado nas eleições deste ano, parte exclusivamente dele e que esta não é fácil.

Cássio disse que este é o momento de Romero Rodrigues, pois tem seguido a mesma trajetória dele e de Ronaldo Cunha Lima, momento em que foram eleitos governadores, após terem se reelegido como prefeito de Campina Grande.
– A decisão de Romero não é fácil, deixar a prefeitura para disputar o governo do Estado. No mesmo espaço tem José Maranhão e o prefeito de João Pessoa. Vamos conversar, dialogar, mas no que diz respeito a minha opinião, creio ser essa também a posição do PSDB. Vamos aguardar a decisão de Romero e se ele quiser ser o candidato terá todo meu apoio e do partido e se for de permanecer na Prefeitura, vamos ter que discutir a composição de uma chapa com forças partidárias na candidatura de Cartaxo – disse ele.

Cássio disse que defende a candidatura de Romero por várias razões, pela lealdade partidária, pela relação pessoal e pelo trabalho desempenhado por Romero no município.

O senador também afirmou que seu pensamento é ter um consenso em um único nome da oposição, mas que se ocorrer duas ou três candidaturas contra o grupo de Ricardo Coutinho, “não será o fim do mundo”.

– Se não for possível o consenso, vamos com dois ou três nomes na oposição, e dessa forma deve ser realizado o segundo turno, onde podemos gerar essa unificação – disse.

*Informações foram publicadas na Campina FM

Comentários

comments

vai-e-faz_720x90